Saúde mental da mulher

Você sabia que no Brasil, cerca de uma em cada cinco mulheres tem um problema de saúde mental comum, como ansiedade, depressão ou automutilação?

Fatores sociais e econômicos podem colocar as mulheres em maior risco de problemas de saúde mental do que os homens. No entanto, as mulheres geralmente acham mais fácil falar sobre seus sentimentos e ter redes sociais mais fortes, o que pode ajudar a proteger sua saúde mental.

Gostaria de destinar a todas as mulheres estas informações, e isso inclui também as mulheres trans, que igualmente podem encontrar muitas dicas úteis neste conteúdo.

O que afeta a saúde mental das mulheres?

Como vimos, cerca de uma em cada cinco mulheres tem um problema de saúde mental comum, como depressão e ansiedade . Embora possa haver muitas razões pelas quais se desenvolvem, alguns fatores de risco afetam. As mulheres são, com certeza, mais suscetíveis ​​do que os homens no sentido de:

  • ser cuidadoras e terem papeis e funções sociais de múltiplas jornadas, o que pode levar ao estresse, ansiedade e isolamento. 
  • viver na dificuldade financeira que, juntamente com as preocupações com a segurança pessoal e o trabalho principalmente em casa, pode levar ao isolamento social.
  • sofrer abuso físico e sexual, o que pode ter um impacto a longo prazo na sua saúde mental. 
  • sofrer assédio, moral e sexual, que pode causar TEPT (sigla médica que designa o transtorno do estresse pós-traumático)
  • entre outros

Quando as mulheres acham difícil falar sobre sentimentos que as afetam, elas tendem a internalizá-los. 

Isso pode levar à depressão , distúrbios alimentares e até automutilação. 

Por outro lado, os homens são mais propensos a expressar seus sentimentos por meio de comportamento disruptivo ou anti-social.

Ainda, alguns fatores protegem a saúde mental das mulheres que seriam: 

  • elas tendem a se relacionar melhores criando suas redes sociais do que os homens e expor seus problemas; 
  • têm mais facilidade para confiar em suas amigas; 
  • são mais propensas a terem sido tratadas anteriormente por um problema de saúde mental.

Problemas da saúde da mulher

Muitos eventos da vida e mudanças fisiológicas podem afetar a saúde mental das mulheres. Vejamos:

Depressão perinatal

Ter um bebê é um evento que muda a vida para sempre. 

Para algumas mulheres, pode desencadear depressão pós-parto e/ou depressão pré-natal (durante a gravidez). O termo “depressão perinatal” abrange ambos.

A depressão perinatal não é um sinal de fraqueza e não significa que você é uma mãe ruim. Existe muita ajuda e conhecimento disponível, seja terapia de conversa, medicação ou serviços especializados psicoterapêuticos, dependendo dos seus sintomas e do que é certo para você.

Menopausa

Embora a experiência da menopausa de cada mulher seja diferente, muitas mulheres descobrem que têm os mesmos sintomas, além da interrupção da menstruação. 

Estes podem incluir alterações na sua saúde mental, como alterações de humor, ansiedade e sensação de baixa autoestima. 

O tratamento inclui terapia de reposição hormonal (TRH) ou psicoterapia. Converse com seu terapeuta ou médico sobre o que é melhor para você.

O que posso fazer se estiver preocupado com minha saúde mental?

Se você quiser algumas dicas sobre como se manter bem, comece analisando nossas dicas e maneiras práticas de cuidar da sua saúde mental.  

Faça mudanças simples, como falar sobre seus sentimentos, manter-se ativa e comer bem, pode ajudá-la a se sentir melhor.

Se você está preocupada que está desenvolvendo um problema de saúde mental, converse com seu psicoterapeuta ou médico. 

Na verdade, pode ser assustador no início pensar que você não está 100%, mas a maioria das mulheres, ao expor seus problemas, com ajuda e apoio, conseguem fazer uma grande diferença em suas vidas.

Se você estiver precisando de ajuda imediata, ligue para os telefones de emergência ou já marque uma consulta com uma equipe de terapeutas mais próxima. 

Nós, do Instituto Bazzi temos equipes de profissionais de saúde mental que trabalham com pessoas em sofrimento grave.

Oferecemos aconselhamento e apoio prático e emocional. 

Saiba mais em nossas áreas da medicina comportamental clicando aqui

Até mais!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco + 1 =

Descubra o melhor que há em você