Sagrado Feminino: decifrando seu poder

Dentro de cada mulher existe uma força incrível. O Sagrado Feminino descreve nossa conexão com as forças desse poder interno e nos dá vitalidade.

Muitas vezes erroneamente associado somente à bondade e compaixão, essa vitalidade dentro de cada um de nós é muito mais do que aparenta!

Descubra as muitas facetas de nossa energia feminina e sua essência profunda.

A essência da feminilidade

O Sagrado Feminino está inerentemente ligado ao dom da vida e ao conceito de um útero vivificante em harmonia com terra e o resto da natureza. Essa essência feminina (e suas qualidades femininas associadas) é encontrada principalmente nas mulheres, mas os homens também a possuem.

O feminino representa muito mais do que o potencial de dar vida. É a energia da natureza em seu estado mais puro. Ele se estende muito além da simples “suavidade” – é uma força interna poderosa e intuitiva que, às vezes, é ilustrada pela “mulher selvagem”, “mulher guerreira”.

O Sagrado Masculino (que muitas vezes é associado à força, ação, destruição e racionalidade) e o Sagrado Feminino são como yin e yang, duas partes de um todo que vivem em harmonia e se completam. O universo é capaz de manter o equilíbrio com a ajuda desses dois polos, possuindo potências iguais e opostas.

O ciclo menstrual: um símbolo do poder feminino

O corpo feminino e seus órgãos reprodutivos são um recipiente incrível para esse poder e criatividade. As complexidades do corpo feminino podem ser ilustradas pelas 4 fases do ciclo menstrual.

Essas fases representam o ciclo natural das estações, que remetem à nossa natureza profunda que está intrinsecamente ligada à nossa feminilidade.

Primavera: nascimento do novo ciclo

Após os dias menstruais, o ciclo menstrual recomeça. A esperança renasce e a mulher está cheia de frescor e nova energia. Este é o início de um renascimento, o da nova mulher.

Verão: o prazer da Deusa

A fase da ovulação corresponde ao símbolo da fertilidade, à mãe que dá a vida, mas também à fertilidade dos campos onde crescem os alimentos. Este é o momento em que nosso sagrado feminino desfruta de seu transbordamento de amor, criatividade, ação e energia!

Outono: sabedoria introspectiva

Em alguns casos, essa fase pode ser a da fecundação, então é fartura já que a mulher está grávida. A época da colheita está se aproximando, assim como o outono. O útero é então como o centro do Universo, matriz das mil possibilidades. É também um momento de preparação para o novo ciclo.

Nosso corpo então nos convida a ouvir nossa sabedoria interior e seguir todos os seus movimentos: energéticos, emocionais e intuitivos.

Inverno: o descanso da guerreira

Quando o óvulo não fertilizado é liberado pelo sangue, é hora de descansar e deixar ir. Durante esta semana do mês, as mulheres são mais reservadas, focadas no que vivenciam internamente. A intuição está mais presente e a conexão com nossos poderes sagrados está no auge.

Encontrando a conexão com o sagrado feminino: conhecendo sua beleza interior

Conectar-se com o próprio poder feminino é assumir plenamente o fato de ser mulher, poder criar, sentir, ouvir, respirar, viver e vibrar com essa imensa beleza. Lembre-se que esse sagrado feminino está em cada um de nós, é sua essência e sua fonte!

Estar ciente do poder de sua feminilidade permite que você floresça como mulher, mas também como ser integral. É aceitar sua essência divina e eterna, como uma guerreira poderosa e serena.

9 maneiras de se conectar ao feminino divino

Como dissemos, a energia masculina e feminina divina existe em todas as coisas – incluindo as pessoas – e em um mundo dominado pela energia masculina, mais e mais pessoas hoje procuram explorar o feminino divino.

Como o feminino divino se relaciona com o masculino divino

O feminino divino e o masculino divino não podem existir sem o outro. Isso significa que, apesar de nossas associações culturais de masculino e feminino com homens e mulheres, respectivamente, todos nós temos ambas as energias dentro de nós. Eles só podem não ser uniformemente equilibrados.

Muito masculino? Temos então a agressão e a dominação. Muito feminino? E temos o desempoderamento e a estagnação.

Todo mundo tem qualidades femininas e masculinas – e isso não é sobre o sexo que você é, pois o lugar onde esses dois se equilibram é um ponto ideal que devemos buscar no nosso dia-a-dia.

A energia do feminino incorpora o nutridor, o curador, o pacificador compassivo, enquanto a energia masculina está focada em fazer e alcançar.

Algumas qualidades do feminino divino:

  • Intuitivo
  • Centrado no coração
  • Compassivo
  • Sábio
  • Aceitação
  • Perdão
  • Colaborativo
  • Refletivo
  • Criativo
  • Gentil

Vivemos muito em uma sociedade orientada para a ação, que tende a se desviar mais para o território do masculino.

Conectar-se ao feminino divino interior é desacelerar e “ser”, em vez de “fazer”. Trata-se também de incorporar essas qualidades acima mencionadas, como compaixão e intuição.

Veja como você pode começar a explorar essa energia em sua vida cotidiana:

1. Recupere o descanso

No poder da pausa, podemos explorar a graça divina do feminino.

2. Abrace sua sensorialidade

A energia feminina divina abrange todas as coisas sensoriais. Não necessariamente para ser confundida com sexualidade, a sensorialidade tem tudo a ver com prazer também, seja na forma de autocuidado e o que envolve seus sentidos.

3. Diário

A reflexão e o interior são uma grande parte da energia feminina divina. Então, entrar e registrar no diário é uma boa maneira de reservar um tempo para refletir e explorar sua energia feminina interior.

4. Pratique o amor próprio

Significa amar a si mesmo como você é, não como você acha que deveria ser.

5. Entre em contato com seus sonhos.

Interpretar seus sonhos pode ser uma ótima maneira de entrar em contato com seu feminino divino porque, novamente, é um meio de refletir sobre seu mundo interior.

6. Priorize o “tempo para mim”.

Todo mundo precisa de tempo para se reconectar com seu eu interior, seja por meio de uma meditação, uma soneca à tarde ou observando o pôr do sol.

O divino masculino e o divino feminino são representações arquetípicas de energias que todos temos dentro de nós. A chave é encontrar o equilíbrio entre eles. Especialmente em nosso mundo orientado para a ação, muitos de nós se beneficiariam de explorar regularmente nosso próprio poder feminino divino.

Sejamos orgulhosos, poderosos e 100% mulheres em nosso sagrado feminino!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 6 =

Descubra o melhor que há em você