Quais são os 4 estilos comportamentais de liderança?

Os estilos comportamentais de liderança referem-se às formas de como um/a líder se mostra ou se relaciona com outros membros de um grupo. Assim, o padrão de comportamento é que o/a líder reflete seu papel como líder é descrito como “estilo”.

Mas, o que é liderança?

Liderança: Definição, natureza e estilos

Bom, a liderança pode ser definida simplesmente como a capacidade de influenciar outras pessoas.

Desta forma, a liderança é o trabalho que é feito por um ou uma líder.

Na verdade, é um processo de influência social no qual uma pessoa pode alistar a ajuda e o apoio de outras na realização de uma tarefa comum.

No decorrer de muitos estudos e pesquisas sobre liderança, encontramos inúmeras definições de liderança.

Para nosso propósito, podemos definir liderança como o processo de dirigir e influenciar as pessoas para que se empenhem de boa vontade e com entusiasmo na realização dos objetivos do grupo.

Há quem diga que liderança é o processo de encorajar e ajudar os outros a trabalhar com entusiasmo em direção aos objetivos.

Outras, vão dizer que o ato de liderança é o processo de influenciar as pessoas para que se empenhem de boa vontade e com entusiasmo em alcançar a meta do grupo.

Assim, o ideal é que as pessoas sejam encorajadas a desenvolver não apenas disposição para trabalhar, mas também disposição para trabalhar com confiança e zelo. A confiança reflete a experiência e conhecimento técnico; zelo é fervor e intensidade na execução do trabalho.

Uma liderança atua para ajudar um grupo a alcançar objetivos por meio da exploração de suas capacidades máximas. Além disso, uma liderança não fica atrás de um grupo para empurrar e cutucar – ela/ele se coloca antes do grupo, facilita o progresso e inspira o grupo a cumprir os objetivos organizacionais .

Definindo liderança

Liderança é o potencial de influenciar o comportamento de outras pessoas.

Também é definida como a capacidade de influenciar um grupo para a realização de um objetivo. Os líderes devem desenvolver uma visão de futuro e motivar os membros da organização a alcançar as visões.

Como um processo – com foco no que a liderança faz, é o uso de nenhuma influência coercitiva para moldar o grupo ou as metas organizacionais, motivar o comportamento em direção ao cumprimento dessas metas e ajudar a definir um grupo ou cultura organizacional.

Natureza da liderança

A liderança deriva da relação de poder e é semelhante, mas é distinta da gestão. Na verdade, “liderança” e “gestão” são diferentes.

Pode haver líderes de grupos completamente desorganizados, mas só pode haver gerentes de grupos organizados. Assim, pode-se dizer que um gerente é necessariamente um líder, mas um líder pode não ser um gerente.

A liderança é essencial para a gestão.

A capacidade de liderar com eficácia é um dos segredos para ser um gerente eficaz, pois ele deve combinar recursos e liderar um grupo para atingir os objetivos.

>>> Assim, liderança e motivação estão intimamente interligadas.

Ao compreender a motivação, pode-se avaliar melhor o que as pessoas desejam e por que agem dessa maneira. Uma líder pode encorajar ou diminuir a motivação dos colaboradores, criando um ambiente de trabalho favorável ou desfavorável na organização.

A essência da liderança é seus companheiros. Em outras palavras, é a disposição das pessoas em seguir uma pessoa que a torna um líder. Além disso, as pessoas tendem a seguir aqueles que consideram um meio de alcançar seus desejos, necessidades e desejos.

A liderança envolve uma distribuição desigual de poder entre líderes e membros do grupo. Os membros do grupo não são impotentes. Eles podem moldar as atividades do grupo de algumas maneiras. Ainda assim, uma liderança geralmente terá mais poder do que os membros do grupo.

Uma liderança deve ser capaz de capacitar e motivar os seguidores para uma causa. Isso cria lealdade e confiança nos colaboradores por seu/sua líder.

Também é se preocupar com os valores. Seguidores aprendem ética e valores com seus/suas líderes. As lideranças são os verdadeiros professores de ética e podem reforçar as ideias. Os líderes precisam fazer declarações de ética positivas, se não forem hipócritas.

Liderar é um trabalho muito exigente, tanto física quanto psicologicamente. Deve ter força, poder e habilidade para atender às necessidades, zelo, energia e paciência para atender aos requisitos mentais para liderar.

Estilos de Liderança

O estilo de liderança se refere ao comportamento em relação aos membros do grupo.

O padrão de comportamento que o/a líder reflete em seu papel costuma ser descrito como o estilo de liderança.

Assim, o estilo de liderança é o resultado da filosofia, personalidade, sistema de valores e experiência.

Depende também dos tipos de colaboradores e da atmosfera organizacional prevalecente.

Portanto, pode ser descrito como liderar um processo pelo qual uma pessoa leva outras pessoas a cumprir um objetivo e dirige a organização de uma forma que a torna mais coesa e coerente.

Os estilos de liderança podem ser de 4 tipos:

·         Liderança autocrática;

·         Liderança democrática ou participativa,

·         Liderança Laisse-Faire;

·         Liderança paternalista.

Liderança Autocrática

A liderança autocrática depende da coerção e seu estilo é paternalismo, arbitrariedade, comando e obediência. O líder autocrático dá ordens que devem ser obedecidas pelos subordinados.

Ele determina as políticas para o grupo sem consultá-los e não dá informações detalhadas sobre os planos, mas simplesmente diz ao grupo quais medidas imediatas devem ser executadas.

A liderança autocrática prejudica o moral do grupo.

Liderança Democrática

O estilo de liderança que usa poder legítimo pode ser classificado como liderança democrática.

Uma liderança democrática e positiva geralmente dá instruções somente após consultar o grupo. Ela cuida para que as políticas sejam elaboradas na discussão do grupo e com a aceitação do grupo.

Isso significa que essa liderança solicita a participação dos colaboradores e respeita suas opiniões.

Vantagens da liderança democrática:

·         Frequentemente, aumenta o moral da equipe, empoderando-a

·         Aumenta a aceitação das ideias da gestão.

·         Ela aumenta a cooperação entre a gerência e os funcionários.

·         Isso leva a uma redução no número de reclamações e queixas.

Liderança Laisse-Faire

É o estilo de liderança de rédea livre. O estilo de liderança que permite liberdade máxima aos seguidores pode ser chamado de liderança de rédea solta. Isso dá aos funcionários um alto grau de independência em suas operações.

Um líder de rédea solta abdica completamente de sua posição de liderança, para dar toda a responsabilidade da maior parte do trabalho a ele confiado ao grupo que ele deveria liderar, limitando sua autoridade para manter o contato do grupo com pessoas de fora do grupo.

Todas as pessoas têm a chance de se expressar e funcionar de maneira relativamente independente.

Mas, há algumas desvantagens da liderança de rédea solta:

·         Isso pode resultar em falta de coesão e unidade do grupo em relação aos objetivos organizacionais.

·         Sem um líder, o grupo pode ter pouca direção e falta de controle.

·         O resultado pode ser ineficiência ou, pior ainda, caos.

Liderança Paternalista

Sob a liderança paternalista, o líder assume que sua função é do tipo paternal.

Sua atitude é a de tratar a relação entre o líder e o grupo como a de uma família, da mesma forma que um “chefe da família”. Ela centraliza e assume para si todas funções.

Esse estilo teve sucesso, principalmente no Japão, por causa de sua formação cultural e patriarcal.

Existem outros tipos de liderança.

Líder coach – mais concentrado em trabalhar o potencial da equipe, medindo suas competências e talentos, sendo a performance como foco.

Líder técnico – atua no desempenho da equipe graças ao seu alto padrão de conhecimento e capacidade analítica.

Líder motivador – se pauta pelo apelo emocional, otimismo e reação frente às situações mais difíceis.

Líder carismático – engaja a turma e trabalha para a harmonia geral.

Assim, aprenda a desenvolver a liderança da sua equipe. Afinal, eles são todos responsáveis por garantir a integração e a coesão e cabe ao profissional entender seus anseios.

A liderança ideal é aquela que retira o máximo de sua equipe, como um exemplo.

E você? Gostou destas informações sobre o assunto? Quer ficar por dentro de mais conteúdos como este? Então, aproveite e curta a nossa rede social, e aguarde nossa maratona especial sobre performance e liderança positiva!

Não se esqueça! Temos lives todas as quartas-feiras. Acompanhe-nos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + oito =

Descubra o melhor que há em você