O que é o Sagrado Feminino? [Para Homens e Mulheres]

Sagrado Feminino: decifrando o seu poder

Dentro de cada pessoa existem forças vitais, ora chamadas de energias criativas, ora reconhecidas como potencialidades. Nisto, a tradição antiga do Sagrado Feminino descreve essas energias como formas diferentes de poder interno que se manifestam em aspectos culturais e sociais.

Muitas vezes associado ao senso de compreensão e resiliência, essa energia interna é muito mais de como se aparenta! 

Descubra aqui as muitas facetas de nossa energia feminina, seja você homem ou mulher.

A essência da feminilidade

O Sagrado Feminino está inerentemente ligado ao dom da vida e ao conceito de um “útero” vivificante em harmonia com os aspectos da maternidade: 

  • Primeiramente nossa relação com as mães, irmãs e avós; 
  • Depois com o lado da organização da vida – o lar, a cura, o grupo social (familia, sociedade)
  • A relação com a natureza – a terra que alimenta e nutre
  • E por último, a experiência interna, amadurecimento 

Essas “qualidades” femininas são encontradas na psiquê da humanidade, nas mulheres, sendo que os homens também podem tê-la dentro de si.

Assim, o feminino representa muito mais do que o potencial de dar a vida. 

É a energia da criação em seu estado mais puro. Ela se estende muito além da simples “suavidade”, “bondade” e “compaixão” – é uma força interna poderosa e intuitiva que, muitas vezes, é ilustrada pela “mulher guerreira”, “lutadora”, “justiceira”.

E o Sagrado Masculino, que muitas vezes é associado indevidamente exclusivo à força, à ação e racionalidade, tem seus aspectos subjetivos e complementares – essa complementação formam como o antigo conceito dual chinês de yin e yang – duas partes de um todo que vivem em harmonia e se completam. 

Desta forma, o universo é capaz de manter o equilíbrio com a ajuda desses dois polos, possuindo potências iguais e opostas (mas, não antagônicas).

Entendendo os ciclos: símbolos do poder feminino

O corpo feminino (e de todas as espécies fêmeas da natureza) e seus órgãos reprodutivos é um exemplo incrível desse poder criativo. 

As fases representam a natureza profunda que está intrinsecamente ligada aos aspectos do Feminino, como as estações, os ciclos lunares, as mudanças de humor, as fases da vida, etc.

Por exemplo, após os dias menstruais, o ciclo menstrual recomeça. A esperança renasce e a mulher está cheia de frescor e nova energia. Este é o início de um renascimento, o da nova mulher. A fase da ovulação corresponde à fertilidade, à mãe que dá a vida, mas também à ideia de que tudo pode ser nutrido. Este é o momento em que nosso sagrado feminino desfruta de seu transbordamento de criatividade, ação e energia!

Em alguns casos, essa fase pode ser a da fecundação, a fartura, já que a mulher se encontra grávida. A época da colheita está se aproximando, e o útero é a matriz das possibilidades. É também um momento de preparação para o novo ciclo.

O corpo, em todos os seus sentidos hormonais, então nos convida a ouvir essa sabedoria interior e seguir todos os seus movimentos, energéticos, físicos, emocionais e intuitivos.

Quando o óvulo não fertilizado é liberado pelo sangue, é hora de descansar e deixar ir. 

Durante esta semana do mês, as mulheres são mais reservadas, focadas no que vivenciam internamente. A intuição está mais presente e a conexão com essas potencialidades está no auge.

6 maneiras de aproveitar o poder do sagrado feminino

Ao entender esses aspectos do Sagrado Feminino, encontramos acesso natural a qualidades psicoemocionais como receptividade, tolerância, capacidade de ouvir e cuidado com a vida. Todas qualidades altamente transgredidas hoje em dia!

Aqui estão seis maneiras poderosas de aproveitar o poder do Sagrado Feminino.

1. Desça da sua cabeça (racional) para o seu coração

A energia feminina incorpora o elemento nutridor, o curador, o pacificador. Ela faz escolhas de seu coração e é sua bússola. 

Enquanto a energia masculina está sobrecarregada há milênios no modo de “fazer e alcançar”, é importante equilibrar e entender os dois aspectos de nós mesmos. 

Vivemos em um sistema que suprimiu o Sagrado Feminino. 

Fomos ensinados a fazer mais, obter mais, alcançar e conquistar, mesmo à força, mas esse desequilíbrio deixou sociedades exaustas, permitindo um desvio não natural de nossas potencialidades, e fazendo emergir doenças.

Assim, movendo sua cabeça, o pensador excessivo, o respondente, o racionalizador, para o espaço do seu coração, o caminho da unidade, da compreensão, você verá uma mudança em sua vida. As coisas que costumavam causar “luta” serão mais gerenciáveis ​​e você terá mais clareza e confiança.

2. Conecte-se com a Natureza

“Natureza” não é apenas o lado externo, ou pior, fazer um retiro, passear no parque. A natureza está em nós. Uma das ferramentas mais transformadoras para despertar para sua natureza interior conectar diretamente o corpo à saúde, física e mental, para restaurar o equilíbrio que precisamos. 

3. Encontre o equilíbrio

O Sagrado Feminino não é sobre gênero, pois essa energia vive em todos nós, mas grande parte de nossa sociedade opera a partir de uma mentalidade dividida entre o somente “agir e fazer”, que não permite muito espaço para apenas “ser” e “sentir”. 

As energias da “ação a todo custo” e da “intuição” coexistem, e devemos encontrar o equilíbrio entre as duas. Incorporar apenas um dos dois não nos levará a lugar algum ou nos fará forçar tanto que ficamos frustrados e exaustos. O equilíbrio é fundamental. Quando o encontramos, estamos agindo inspirados e apreciando todos os nossos desejos.

4. Honre a quietude e reivindique o descanso

Porque somos alimentados por uma mentalidade de “fazer mais”, constantemente em uma missão para “obter mais”, a energia masculina é alimentada mais do que a feminina. Mas a energia feminina se estabelece em “ser”. 

Muitos de nós não têm tempo suficiente para relaxar, para literalmente deleitar-se com a arte de “não fazer nada”. Cuidado: esse “não fazer” não significa procrastinar ou viver uma vida hedonista (de prazeres como fim). O que estamos dizendo é o sentir e esperar, que também são modos e estratégias de vida. 

Sente-se em silêncio por cinco minutos e observe o que surge para você. Tirar um tempo para estar consigo mesmo em cada momento, pode ajudá-lo a se conectar com o Sagrado Feminino e ouvir seu interior.

5. Viva seus valores e faça escolhas com intenção

A energia feminina se aprofunda na plenitude da existência, o que significa que ela potencializa o crescimento, a expansão e novas experiências. 

Convide-se a sair da sua zona de conforto. O que você pode fazer hoje que seja novidade? Como você pode viver com mais integridade e fazer escolhas que honrem os desejos mais profundos de sua própria mente? O que você sempre quis fazer, mas não se deu permissão para fazer? Fazer escolhas conscientes para desfrutar de novas experiências não apenas o ajudará a se sentir mais equilibrado e alegre, mas também o ajudará a aproveitar o verdadeiro poder do Sagrado Feminino.

6. Pratique o amor próprio

O amor-próprio é mal compreendido porque não é um estado de ser. Mas sim, uma decisão que você toma quando percebe que qualquer coisa que você vivencie é um reflexo direto de seu relacionamento consigo mesmo. 

A melhor maneira de abraçar o Sagrado Feminino é praticar o amor próprio plenamente. Comece com o autoconhecimento e aceitação de si. Não como você acha que deveria ser. Um dos maiores componentes do amor próprio é a autocompaixão. A relação que temos com nós mesmos dá o tom para tudo em nossa vida. Aprender a se ver com os olhos internos é uma das melhores maneiras de vivenciar a energia do Sagrado Feminino. 

Um passo adiante

Porque a humanidade tem negligenciado e desconsiderado o feminino por milênios, as mulheres hoje têm um papel particular a desempenhar nessa recuperação. Porém, todos nós temos essa missão, homens e mulheres, de compreender e aceitar essas energias dentro de nós. Abraçar o Sagrado Feminino é uma contribuição indispensável para a transformação do mundo.

Estar ciente do poder de sua energia permite que você cresça e evolua. Esse encontro interior também envolve um relacionamento com os corpos de forma gentil e respeitosa. 

O Instituto Bazzi é uma equipe de pesquisadores e terapeutas dedicados e comprometidos com essas transformações.

Junte-se a nós! Nossa jornada está só começando!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro + vinte =

Descubra o melhor que há em você