Transtornos de ansiedade

Por que será que com tantas facilidades que o mundo moderno oferece, com tantas opções de estilo de vida, com o aumento da expectativa de vida, com a melhora da saúde por meio de medicamentos, vacinas e tratamentos de ponta, com tanta tecnologia à disposição, as pessoas estão cada vez mais insatisfeitas ou infelizes? Uma enorme quantidade de pessoas sofre com transtornos de ansiedade, como fobias e depressão. E o mundo é cheio de oportunidades, cheio de coisas belas e divertidas! De acordo com a Organização Mundial de Saúde, muitos milhões de pessoas sofrem com esses males. Depressão, por exemplo, vem crescendo a cada dia, e é uma doença cruel, muitas vezes sem sintomas físicos, mas é muito complexa e deve ser tratada por profissionais especializados.

Os transtornos de ansiedade vêm de um nível muito grande de ansiedade, que é um estado emocional de alerta, de apreensão, e a expectativa de que alguma coisa errada ou ruim pode acontecer traz desconforto físico e mental.

Os principais Transtornos de Ansiedade

Síndrome do Pânico

Caracteriza-se por ataques de pânico frequentes e em momentos inesperados. As crises de pânico podem ser acompanhadas de sintomas como taquicardia, dificuldade de respirar, intensa ansiedade e sensação de estar fora da realidade. Muitas vezes os indivíduos com crise de pânico têm ainda perda de foco visual.

Distúrbio de Ansiedade Generalizada

Este distúrbio é um estado de ansiedade e preocupação excessiva, mas sem um foco específico. Os que apresentam Distúrbio de Ansiedade Generalizada sofrem ansiedade por diversas coisas da vida. Este estado apresenta-se com frequência e é acompanhado de sintomas como irritação, fadiga e humor deprimido, inquietação ou dificuldade de concentração.

Fobia Simples

Medo irracional em relação a uma situação específica. Fobia de elevador, de sangue, de altura, de animais, de lugares fechados ou de dirigir, por exemplo. Neste estado de estímulo fóbico, o indivíduo pode até ter um ataque de pânico.

Fobia Social

É uma ansiedade persistente e intensa com relação a uma situação social. Pode ser ligada a situações de desempenho em público ou de interação social. A pessoa pode ter medo que os outros notem seu “nervosismo” por causa do tremor ou suor excessivo, alteração da voz ou rubor na face, etc.

Estresse Pós Traumático

Uma experiência que tenha sido traumática faz com que a pessoa tenha medo de reviver aquilo. Um assalto ou um pesadelo provoca uma expectativa de que possa acontecer de novo.

Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)

As obsessões ou compulsões repetidas causam um grande sofrimento e comprometem a qualidade de vida. O indivíduo tem dúvidas com relação às ações cotidianas, como apagar o fogo do fogão, fechar uma porta, e retornam para verificar com frequência para “refazer” a ação. As obsessões são ideias ou pensamentos que invadem a consciência e prejudicam o bem estar e as compulsões são os atos repetitivos e recorrentes, e fazem com que a pessoa, por exemplo, lave as mãos várias vezes ou arrume mais de uma vez alguma coisa.

Depressão

A depressão é uma doença em que o paciente pode apresentar tristeza, pessimismo, baixa autoestima, angústia, falta de motivação, indecisão, falta de vontade, insegurança, fracasso, vontade de morrer, dificuldade de concentração e raciocínio, perda de apetite e consequentemente de peso, insônia, além de dores e outros sintomas físicos, como diarreia ou constipação, tensão na nuca, entre outros. Esses sintomas se manifestam de maneira diferente em cada indivíduo, de maneira que não se tem uma só forma de tratar, um tratamento padrão. Estudos mostram que o cérebro de indivíduos com depressão sofrem alterações químicas, principalmente com relação aos neurotransmissores. O acompanhamento médico para o diagnóstico e para o tratamento adequado é imprescindível.

Tratamentos

Atualmente, além da Farmacoterapia e da Psicoterapia, novas técnicas têm sido utilizadas para o tratamento do Transtorno de Ansiedade, principalmente a Depressão, como a Estimulação Magnética Transcraniana (ondas eletromagnéticas para estimular certas partes do cérebro). A partir das novas técnicas de neuroimagem para o tratamento desses distúrbios, muitos estudos têm contribuído para que se entenda melhor o funcionamento do cérebro com relação a essas doenças.

Saiba mais sobre distúrbios, transtornos e outras doenças da alma em nosso blog. Se você passou por alguma experiência, compartilhe conosco!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra o melhor que há em você