Saiba como o autoconhecimento fez nosso colunista Paulo retomar o controle de sua vida

Quando somos crianças e adolescentes tudo parece mais fácil! À medida que os anos passam as responsabilidades aumentam e surgem inúmeras adversidades em nossas vidas: decepções profissionais, questões de saúde, relacionamentos afetivos que não dão certo, perda de entes queridos, traumas de toda natureza, dentre outras questões.

Pensamentos negativos e crenças limitantes vão se instalando pouco a pouco dentro de nós, e com eles vão surgindo a tristeza, o medo, a angústia, a raiva, a mágoa, a insegurança, a vergonha, a culpa, a baixa autoestima etc. Dores vão invadindo nossa mente, nosso corpo e nossa alma, sem pedir qualquer licença. E, passado algum tempo, os sinais de estresse e cansaço físico / mental tornam-se inevitáveis e crônicos.

No início até esboçamos algumas reações diante daquelas circunstâncias. No entanto, logo os sinais de fraqueza começam a nos dominar, e não só aceitamos por completo a situação, como ainda passamos a alimentar ainda mais toda aquela negatividade. Além disso surgem pensamentos do gênero: “Por que nada dá certo na minha vida?”, “Eu não mereço estar passando por isso!”, “Isso só acontece comigo!”, “Eu não tenho sorte na vida”, “Nasci para sofrer”, dentre muitos outros.

Bem, antes de avançar no tema gostaria de me apresentar.

Quem é Paulo Campos?

autoconhecimentoSou PAULO CAMPOS, graduado em Administração de Empresas e Direito. Atuo há 32 anos no mercado financeiro, sendo 21 anos como executivo na área de Comércio Exterior em instituições financeiras como o Citibank e BNL (banco italiano), e 11 anos como Operador Autônomo de Bolsa de Valores.

Como qualquer outra pessoa, eu tenho a minha história de vida: sofri com a separação de um casamento, tive problemas interpessoais na família, na Bolsa de Valores vivenciei oscilações emocionais extremas – euforia total e tristeza profunda em questão de horas ou minutos. Confiei demais em algumas pessoas e acumulei prejuízos ao investir em negócios paralelos ao meu trabalho que não deram certo, perdi entes queridos na família, recentemente a minha mãe. Conheci a depressão, e por algum tempo tornei-me o melhor amigo da insônia.

Há anos jamais teria a coragem de expor questões pessoais publicamente como estou fazendo aqui, haja vista que sempre fui muito reservado neste sentido. Hoje, ao contrário do passado, falo sobre essas coisas abertamente, pois entendo que elas foram as responsáveis por toda a minha transformação pessoal.

Cada um de nós tem um comportamento, uma maneira de agir quando se depara com fases agudas de sofrimento. Eu tinha o hábito de me afastar de tudo e de todos! Fazia do meu quarto a minha caverna, e do meu computador e livros o meu refúgio. Ler e estudar são sempre muito positivos, é claro, mas fugir do mundo exterior certamente não foi a minha melhor atitude, e demorei algum tempo até mudar este padrão de comportamento.

 

A retomada do controle da própria vida

Autoconhecimento

Imagem by visually_conscious

Cansei de chorar sozinho no meu quarto buscando explicações e soluções para cada uma das minhas frustrações. Isso não adiantava em nada, pois a tristeza era tão grande que não conseguia enxergar o óbvio. Certa noite, muito abalado com tudo que estava ocorrendo ao meu redor, tive um súbito e profundo lampejo de consciência: entendi que deveria parar de culpar o mundo, e assumir a RESPONSABILIDADE por tudo, absolutamente tudo que estava ocorrendo comigo! A partir daquela noite DECIDI que perseguiria o caminho do autoconhecimento com todas as minhas forças, e que nunca mais me desviaria dele.

Desde então, essa busca tem sido a minha verdadeira paixão, e por onde tenho canalizado o meu propósito de vida! Note que o meu divisor de águas não foi uma solução específica de qualquer uma das minhas dores daquela época, mas uma MUDANÇA DEFINITIVA DE ATITUDE, UMA MUDANÇA DEFINITIVA DE PENSAMENTO!

Dependendo do seu perfil e história de vida, isso talvez até possa parecer uma decisão muito simples pra você, mas confesso que não foi o meu caso. Depois de tantas desilusões do passado, firmar aquele compromisso comigo mesmo era desafiador, e soava algo como escalar o Monte Everest (a mais alta montanha, localizada no Himalaia), desprovido de qualquer companhia ou equipamento.

Você já passou por algo parecido na sua vida?

Não foi uma tarefa nada fácil para mim, e acho que não seja pra ninguém que se proponha a isto! Afinal, mudar um padrão de comportamento depois anos é algo muito complicado. Requer um conjunto de atitudes e muita perseverança.

Conheço inúmeras pessoas que iniciam esta caminhada de autoconhecimento e logo desistem. Umas porque ao primeiro sinal de melhoria acham que aquela pequena transformação alcançada já é o suficiente pra elas; outras, porque acham que vão encontrar soluções imediatas – como num passe de mágicas – para todas as suas fraquezas e limitações.

O que é AUTOCONHECIMENTO?

Autoconhecimento

Imagem by NT-Design

AUTOCONHECIMENTO, no meu ponto de vista, é uma OPÇÃO DE VIDA. É uma rota, uma direção cujo destino é o infinito. É a consciência de que somos imperfeitos, e que precisamos buscar continuamente conhecimentos e ferramentas, que possam nos ajudar a atingir patamares mais elevados em nossa vida.

Isto até me fez lembrar de uma música do Milton Nascimento que sempre me faz viajar muito em pensamentos: Caçador de Mim. Ela diz, dentre outras coisas:

Nada a temer

Senão o correr da luta

Nada a fazer

Senão esquecer o medo

Abrir o peito à força

Numa procura

Fugir às armadilhas da mata escura

Vou descobrir o que me faz sentir

Eu, caçador de mim

Autoconhecimento não é estar imune aos problemas, mas sim aprender a enfrentá-los como DESAFIOS, portanto como oportunidades de crescimento.

Autoconhecimento é focar na SOLUÇÃO ao invés do PROBLEMA, é trocar a RECLAMAÇÃO pela GRATIDÃO, é deixar de CULPAR O MUNDO e chamar a RESPONSABILIDADE de tudo pra si! Mudar de vida requer compromisso, dedicação e estudo! Autoconhecimento é um exercício diário de pensamentos e atitudes, que nos coloca em conexão com um mundo de possibilidades!

Autoconhecimento, a chave de todos os mistérios

Penso, inclusive, que ESPIRITUALIDADE e AUTOCONHECIMENTO são buscas conexas, e que se complementam. Por quê? Por que entendo que o desejo de aprender sobre espiritualidade é impulsionado pelo anseio de conhecer o nosso verdadeiro eu, e consequentemente conhecer a Deus. A Bíblia diz que o Reino de Deus está dentro de cada um de nós” (Lucas 17,21), não é verdade?

 

https://www.youtube.com/watch?v=eIa7xg1gAf0

Buscar espiritualidade também não é uma jornada simples. Muito pelo contrário, o caminho para encontrar o nosso lado espiritual muitas vezes é íngreme, porque não tem uma sinalização clara. É uma jornada cheia de questionamentos, de fraquezas da nossa parte, de desistências, de dúvidas e incertezas, mas também de muita beleza, entendimento e iluminação, quando somos perseverantes.

É muito comum ver e ouvir a metáfora dos “caminhos” quando estudo sobre espiritualidade. Por que? Porque não há apenas um livro ou oração capaz de nos transcender de um dia para o outro, nem um conjunto de dogmas ou orientações milagrosas para encontrar a Deus, ou a força o qual acreditamos. De modos que, sobretudo, creio que o mais importante é seguir se aproximando da espiritualidade, cada um a sua maneira, olhando pra si mesmo, e buscando investigar a própria consciência de forma cada vez mais profunda.

Não tenho a pretensão de trazer para você nenhuma verdade absoluta, mesmo porque não há verdade absoluta, já dizia Platão. Quero, com a sua permissão, trazer a abordagem dos mais variados temas e com isso despertar em você algumas reflexões, que espero serem positivas pra você. Esta é minha meta, este é o meu objetivo. Assumo com você o compromisso pessoal em me esforçar ao máximo e dar o melhor de mim neste sentido.

No entanto, para que isto realmente seja possível, dependo da sua interação. Precisamos estar em sintonia, me entende? Conto com os seus comentários e opiniões sobre o tema que abordei!  Sentimentos ou lembranças que tudo isto possa ter despertado em você, eventuais conexões com sua própria história de vida, enfim, qualquer comentário que seja da sua vontade aqui compartilhar.

Não tenho dúvidas que a sua participação, além de ser uma forma de nos conhecermos melhor, será uma maneira de trocarmos experiências, o que é de extrema valia para que eu possa selecionar e pesquisar assuntos que sejam sempre do seu interesse.

Gratidão eterna pela sua atenção!

Conte sua experiência nos comentários!

Escrito por Paulo Campos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

36 respostas

  1. Paulo de Campos, que texto incrível. Humano, inteligente, sensível, honesto e profundo. Me identifiquei em alguns momentos. Sim, concordo, autoconhecimento é libertar-se das amarras, é se presentear com a oportunidade de ter uma vida mais feliz e sincera. E exige coragem! Já te admirava antes e agora, admiro ainda mais. Sucesso, amor e prosperidade a todos nós! ?

    1. Ola, Fabiana! Imensamente feliz pelo seu comentário! Interessante saber que se identificou de alguma forma com alguns dos momentos pessoais que abordei! Sabermos que não estamos sozinhos em nossa jornada de crescimento, é sempre muito motivador e fortalecedor! Dizem que o primeiro comentário é sempre inesquecível! rsrsrs… Fico muito feliz que tenha sido você, Fabiana! Gratidão eterna!

  2. Paulo de Campos , o texto é sensacional e bem profundo tenho certeza que muita gente vai se identificar com algumas parte do texto o autoconhecimento pra mim, O autoconhecimento é a busca , em seu próprio interior, por respostas e entendimentos para várias questões sobre si mesmo e sobre a vida, e o objetivo é evoluir a partir destas percepções. Ao mesmo tempo, o autoconhecimento é a capacidade que nos permite perceber e agir de forma gradativa sobre tudo aquilo que necessitamos transformar em nós mesmos.

    Show mesmo o texto Paulo parabéns.

    1. Olá, Denis! Observe que você é o meu primeiro comentário da ala masculina! rsrs… Que show, hein? rsrsrs… Me alegro que tenha apreciado o texto, e ainda me ajudado a complementar a definição de autoconhecimento, que sempre merece maiores explicações para seu total entendimento! Gratidão eterna!

  3. Paulo, que belo texto, senti em você muita sinceridade e coragem de expor sua história aqui, fazendo com que outras pessoas tmb se identifiquem com você. Quem não passou por vários momentos como estes?
    Mas com certeza a espiritualidade, e autoconhecimento é a chave, infelizmente as pessoas se deixam influenciar demais pelo que vêem nas mídias e rede sociais, que apresentam uma visão distorcida dos valores que devíamos ter, e por conta disso, as pessoas tem como prioridade o fútil, e o passageiro. Então quando vem o dia mal, sopram os ventos, cai a chuva forte, a casa desmorona, porque estava edificada na areia..
    Parabéns pelo seu trabalho!!
    Muito bom!!!

    1. Olá, Elaine! Muito obrigado! Fico muito feliz que tenha gostado do artigo! Como disse, a intenção é gerar reflexões, e com elas trocarmos experiências, aliás, achei muito interessante sua observação à respeito da influência das mídias e redes sociais em nossas vidas. Tenho alguns temas já programados, Elaine, mas também um caderno de anotações para identificar futuros assuntos que pretendo abordar por aqui. Esteja certa de que este seu comentário certamente inaugurará a primeira página, e a primeira linha deste meu caderninho! Gratidão eterna!

  4. Parabéns pelo texto. Eu me identifiquei muito com a sua história e estou atualmente passando por esse momento de transformação. Seus textos serão preciosos para mim.

    1. Olá, Kelly! Muito bom saber que estamos juntos neste time! Feliz por saber que poderei contar com a sua atenção nos meus próximos textos! Gratidão!

  5. Parabéns Paulo!!!! Maravilho e muito sincero.Paulo se possível gostaria que você nos dê a honra de futuramente abordar o tema “honestidade”. Grande abraço.

    1. Feliz por ter apreciado o texto, Sezanildo! O tema honestidade me parece um assunto muito atual e amplo para ser abordado. Tem mexido muito com os valores e as emoções de todos nós brasileiros, e é sem dúvidas um tema universal, que merece nossa atenção, por isso muito obrigado pela sua sugestão! Já anotei no meu caderno! rsrs… Gratidão eterna!

  6. Parabéns Paulo.Me identifiquei em relação a falar sempre que nada da certo comigo, que nasci para sofrer etc etc…rsrs quem nunca pensou isso ne.No meu caso meu sofrimento me levou a ter o pânico. Passei por tratamentos e remédios mas eu não aceitava aquilo na minha vida.Resolvi mudar sozinha,comecei a ter uma briga cmg mesma e olha a mente tem um poder que jamais imaginamos. Fui forte e consegui larga de remédios e médicos ,sozinha fui melhorando.Hoje ainda tenho uma crise ou outra mas nada comparado ao passado.Só falta perde o medo de avião por que o resto eu estou curada RS.Então Paulo você esta de parabéns. Vc só tem a ganhar sendo assim.
    Abraço,fique com Deus.

    1. Parabéns pra você também, Júlia! Seu comentário de que largou os remédios, e de que decidiu não aceitar mais os medicamentos em sua vida demonstrou muita ATITUDE! Parabéns! Além disto, ter esta consciência à respeito do poder da mente, demonstra que você esta realmente no caminho certo! Quanto ao seu pânico, siga trabalhando ele, Júlia! Não desista! No plano do autoconhecimento você encontrará muitas ferramentas disponíveis, que poderão te ajudar a identificar as causas deste pânico. Muito provável que ele esteja ligado a um fato, evento ou emoção do seu passado. Só precisa ser identificado e dissolvido dentro de você! Algumas sugestões: Hipnose e EFT são muito eficazes para o tratamento destas questões. Gratidão eterna pela sua atenção!

  7. Meu amigo Paulinho, quem de nós nunca passou por momentos turbulentos na vida? Ou mesmo se indagou por perguntas existenciais mencionadas em seu texto? Com certeza a sua história é semelhante a de muitos que irão ler, porém você de um “show de bola” ao identificar alguns erros de percurso, corrigi-los em tempo e aproveitar a oportunidade de confortar pessoas que estão enfrentando esse desafio. Gostaria de realçar sua maturidade, tanto pra reconhecer e revelar esse período complicado, quanto a sua forma de se expressar com muita desenvoltura.
    Parabéns, continue escrevendo… Você tem talento e habilidade pra isso!

    1. Olá, André! Muito obrigado pelas suas palavras e pelo seu incentivo! Estou confiante de que será uma experiência muito positiva e reveladora na minha vida! Os comentários de cada um dos leitores, assim como o seu, certamente serão minha vitamina, e me ajudarão a implementar cada vez mais energia neste trabalho. Gratidão eterna pela sua atenção!

  8. Parabéns Paulo, lindo texto. Com certeza o autoconhecimento é fundamental para desenvolvermos o amor por nós mesmos, e fortalecemos nossa autoestima superar nossas limitações, medos e inseguranças.
    Infelizmente hoje a humanidade corre atrás da riqueza material,parece que a espiritual deixou faz tempo de ser interessante.
    Temos que ter autoconfiança sempre com esperança que o amanhã será colorido.
    Que Deus ilumine todos os seus dias.

    1. Olá, Olesia! Você esta certíssima! O autoconhecimento fortalece a nossa autoestima, e nos ajudar a superar nossos medos e limitações! E, seguindo esta caminhada de desenvolvimento pessoal, certamente o nosso amanhã será muito mais colorido, sim, conforme você mesma mencionou! rsrs… Gratidão eterna pela sua atenção!

  9. Gostei bastante! Você nos prende e nos faz refletir. Continue contribuindo conosco. Somos mestres uns dos outros e tb quero aprender ctg. Parabéns querido, Deus e seu mentor te iluminem nos próximos artigos, estarei atenta a eles. Beijão e até o próximo

    1. Olá, Janaine! Sabe.. a cada dia que passa vejo a grandeza da simplicidade de algumas coisas na minha vida, como por exemplo a de receber um comentário sobre o texto que escrevi. Por ser uma novidade pra mim, confesso que tenho me emocionado muito com cada palavra recebida, e o prazer de sentir esta verdadeira conexão com as pessoas, inclusive muitas delas que nunca vi pessoalmente, é simplesmente incrível Me tocou bastante sua frase: “Que Deus e o seu mentor te iluminem nos próximos artigos!” Obrigado! rsrs…. Gratidão eterna pela sua atenção!

  10. Parabéns Paulo pelo texto!!! Muito bom mesmo!!!! Me identifiquei muito com a parte do Autoconhecimento é focar na SOLUÇÃO ao invés do PROBLEMA, é trocar a RECLAMAÇÃO pela GRATIDÃO, é deixar de CULPAR O MUNDO e chamar a RESPONSABILIDADE de tudo pra si!, pois sou uma pessoa bem otimista e incentivadora, adoro ajudar e ensinar as pessoas (sou Virginiano), tenho paciência ( este fui aprendendo e melhorando com o tempo X fui tratando e contendo as ansiedades), aprendi a adorar as mudanças, não foi fácil e nem rápido , mas com a coragem e vontade nós conseguimos a superar os desafios e depois que vc atinge e supera vem aquela dose de satisfação que toma a sua mente e o corpo ecoando internamente o EU CONSEGUI , EU VENCI … não tem dinheiro no mundo que pague essa sensação, está ai o fato em Eu adorar as mudanças , com isso vem o conhecimento, informações, novas pessoas, novos sentimentos, frustrações, o aprendizado , em ajudar próximo e de nos sentirmos vivos. É Muito bom compartilharmos essas experiencias, as vivencias , opiniões , ideias, espiritualidade, mudanças, etc… somos seres humanos e estamos sempre aprendendo, onde ganhamos a maturidade para sermos mais assertivos nas escolhas , nos caminhos e nas decisões. Vamos nos falando, mais uma vez parabéns e conte comigo!! Deixo aqui a minha sugestão para falarmos sobre HUMILDADE.

    “Por mais inteligente que alguém possa ser, se não for humilde, o seu melhor se perde na arrogância.
    A humildade ainda é a parte mais bela da sabedoria.”

    Um forte abraço!!

    1. Olá, Fábio! Uauuu… muito feliz em saber que você também tem superado e aprendido bastante com os seus desafios pessoais! Gostei muito da sua observação: “de que as mudanças trazem conhecimento, informações, novas pessoas, novos sentimentos, frustrações, o aprendizado, e com isso a vontade em ajudar o próximo, e nos sentirmos vivos”. Você tem plena razão: poder ajudar o próximo é maravilho, e nos faz sentirmos vivos, porque somos sempre os maiores beneficiados com tudo isto, e não estou falando de dinheiro. Poder doar um simples sorriso ou olhar, uma palavra, ou externar qualquer outro pequeno gesto… pode transformar o dia de outra pessoa! Feliz, ainda, pela sugestão do seu tema: HUMILDADE! Gratidão eterna pela sua atenção, Fábio!

  11. Paulo, que surpresa boa, ler seu relatos e saber que ja passei em alguns momentos muitos bons em sua companhia, me despertou uma vontade de conversar com mais e mais… é muito difícil admitir que precisamos de ajuda… e agora posso lhe dizer que hoje eu preciso!
    abraço!

    Gelson

    1. Olá, Gelson! Sim, meu amigo, reconhecer e admitir que muitas vezes precisamos de ajuda, não é vergonha nenhuma, acredite, e é um primeiro passo muito importante, se você realmente quiser buscar uma transformação pessoal. Se observar os depoimentos abaixo, verá que não estamos sozinhos nesta caminhada, porque os momentos de instabilidade fazem parte da vida de todos nós! Dois pequenos hábitos podem começar a ajudá-lo neste momento, se me permitir dizer: buscar conhecimento através de cursos, artigos e livros, e andar com pessoas que estejam nesta mesma frequência – a frequência de querer ser um pouco melhor a cada dia, e isto só vem com o autoconhecimento, Gelson. Albert Einstein já dizia: “Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes”. Pergunte-se: “Que atitude diferente posso tomar amanhã … para começar esta minha mudança pessoal?”. Pense com carinho, e outro dia qualquer me responda! Conte sempre comigo! Gratidão eterna pela sua atenção!

  12. Campos, parabéns pelo artigo! Tudo que você diz neste artigo é o que estou passando nos últimos anos, sei que é muito difícil admitir que estamos sofrendo com a depressão e achamos mais fácil culpar as pessoas que estão ao nosso redor ou as que se afastaram de nós por conta de nossos problemas e também porque quando estamos deprimidos nos afastamos das pessoas, confesso que me identifiquei com boa parte de seu texto e até me emocionei com sua história, nunca imaginei que você tivesse passado por tudo isso.
    Importante salientar que este artigo ” depoimento ” muito bem elaborado, é muito válido na ajuda de pessoas que estão passando pelo mesmo problema e o parabenizo pela coragem de expor perante ao público o problema que havia passado e hoje nos dando um exemplo de superação.PARABÉNS!!!
    Agradeço pela mensagem que você enviou-me quando postei em uma rede social que estava sentindo a falta de um amigo para ter uma conversa ou uma ajuda e naquele momento a mensagem serviu para confortar-me, pois estava péssimo psicologicamente e foi muito válido seu apoio.
    Todos os dias luto contra esta doença chamada depressão que para muitos é frescura, mas com força e fé tenho certeza que vou superar os obstáculos e enfrentar os problemas de frente, voltar a ter confiança em mim e ser feliz novamente.
    Mais uma vez agradeço por me ajudar muito com esse artigo e muitas outras pessoas que passam pelo mesmo problema ou tenha um parente, amigo ou conhecido que passe por este momento de luta.
    Parabéns e um grande abraço!!!!

    1. Simonal, que surpresa e presente saber que você apreciou o texto, e que ele de alguma forma tenha tocado e contribuído com você. Me emocionou profundamente seu depoimento, confesso! Reconhecer, admitir e externar publicamente aqui suas questões pessoais, como eu e alguns outros amigos aqui, também foi uma atitude de muita coragem da sua parte, acredite! Você também merece nosso respeito, e nosso parabéns!
      Siga intensificando suas reflexões sobre tudo, exercite padrões de pensamentos positivos, leia e estude bastante, ande com pessoas que te passem boas energias, não perca a fé, e sobretudo acredite em você! Eu acredito em você, ou certamente não perderia o seu tempo em estar aqui conosco!
      Torço para que os próximos textos possam seguir contribuindo com a sua energia e pensamentos! Conte comigo! Parabéns novamente, e gratidão eterna pela sua atenção!

  13. Paulo,

    Dê uma caneta para quem sabe escrever, a palavra para quem sabe falar e vejam as obras que podemos ter.

    Um texto atual que pode estar certo serviu para muita gente, um texto motivador, que mostra os caminhos para mudança.

    Agora vou propor um desafio a você, posso? Que tal escrever artigos:

    – Como não ser negativo com um País e dirigentes tão corruptos o que esperar do amanhã?

    – Seja seu Falar sim sim, não não Como praticar essa máxima de Jesus nos dias atuais

    – Como Ligar o botão ON/OFF (estar envolvido num mundo totalmente materialista e capitalista profissionalmente e espirtualista fora

    – Tudo vale a pena se a alma não é pequena

    1. Olá, Jair! Primeiramente obrigado pelo seu comentário! Confesso que andava um pouco apreensivo em relação aos futuros temas. Pensava: “Depois que acabarem os primeiros artigos que já planejei e preparei, vou falar com eles sobre o que?”
      Abordar qualquer assunto é muito fácil! Abordar temas que sejam realmente de interesse das pessoas que você quer estabelecer uma sintonia e uma troca de experiências, é algo muito difícil e extremamente desafiador. De modos que, Jair, aceito muito prazerosamente o seu desafio, é claro! rsrs.
      Certamente incluirei todas as suas sugestões no meu caderno de pautas, e conto com os seus comentários em nossos próximos encontros por aqui, combinado? Este também será o meu desafio pra você! rsrsr…. Gratidão eterna pela sua atenção!

  14. Paulinho, boa tarde!
    Realmente muito interessante o tema abordado e também as soluções encontradas para sua vida. Parabéns!!!
    Entendo que a vida não tenha sido criada para ser justa nem tampouco perfeita, a exemplo de nós mesmos, que no meu ponto de vista temos natureza egoísta e acabamos colocando sempre o indivíduo acima do coletivo.
    “O que é bom é pra si o que sobra é do outro que nem o sol que aquece, mas também apodrece o esgoto” (Racionais).
    Ainda com base nesta ótica, basta virarmos para o lado e nos depararemos com problemas ou situações muito mais complicadas do que aquelas que vivenciamos. Acredito que o autoconhecimento seja importante não somente realizar as mudanças necessárias para nossas próprias vidas, mas também para nos posicionarmos de forma mais equilibrada dentro do contexto (Sociedade).
    Abraços!!

    1. Olá, Rodrigo! Bom saber que tenha apreciado o tema! Perfeito a sua visão de que é importante estarmos atentos à situações mais complicadas do que aquelas que vivenciamos em nossas vidas. Isto torna nossos problemas muito pequenos, e nos impulsiona a reagir diante das nossas questões pessoais com muito mais afinco. Gostei também da sua observação de que o autoconhecimento nos ajuda a nos posicionarmos de forma mais equilibrada perante a sociedade! Gratidão eterna pela sua atenção!

  15. Paulo! Adorei o seu artigo.Realmente muito interessante o tema abordado! e também as soluções encontrada para a sua vida.Ainda com base nesta visão ,basta olharmos para o lado e nos deparamos com problemas ou situações que todos nós seres humano passamos uns tem um pouco mais de facilidade de se auto conhecer outros não..O mais importante e a necessidade de se auto conhecer. Dai a necessidades de haver mudanças para nossas próprias vidas nós posicionamos de forma equilibrada na sociedade.. Parabéns eu amei…

  16. Olá Nádia! Muitíssimo obrigado pelos comentários! Você esta correta: todos nós passamos por muitos problemas e situações, e buscarmos o autoconhecimento nos ajuda a encontrar uma forma mais equilibrada de lidar com tudo isto! Gratidão eterna pelo seu apoio e a atenção!

  17. Paulo Campos ! Belo artigo , muito bem escrito , palavras sábias e um tema que tem de ser muito bem discutido ….. parabéns e aguardamos os próximos temas … grande abraço

    1. Olá, Marcos! Muitíssimo obrigado pelas suas observações! São muito bem-vindas e certamente vão me incentivar ainda mais meus próximos trabalhos! Gratidão eterna pelo sua atenção!

  18. Paulo. Primeiramente, quero lhe dar os parabéns, por ter tamanha coragem e sobretudo sinceridade em relatar para todos seus sentimentos mais profundos. Fico extremamente orgulhosa de você!
    E, dizer que tal atitude é para poucos!
    Ao ler seu relato, posso afirmar que parte dele (ruptura matrimonial) e seus estragos, infelizmente, pude ver seu sofrimento e felizmente por poder ser muitas vezes seu ombro amigo.
    Paulo, ao ler suas linhas de puro desabafo, claro que pude fazer um paralelo, pq vive momentos iguais ao seu (vc sabe) a tristeza, insegurança, descrença e muitos outros sentimentos tb me fizeram por tempo refletir… Mas Acredite a minha maior descoberta, em meio minha grave depressao e doença do pânico, foi poder nascer de novo, logo mais explico….
    Eu tentava de tudo, para alcançar o auto-conhecimento, mas me sentia vazia.. Sentimentos que duravam pouco e resultados que não enraizavam… E a decepção aumentava comigo com as pessoas com o mundo. E vc sabe, sempre fui católica praticante e com isso seguia firme na fé, com positividade e com minha religiosidade sendo base para decisões e solidariedade para com todos… Mas, em meio a tanta decepção e medos e duras travas de realidade… Cai e percebi que não era suficiente faltava algo maior que verdadeiramente fizesse sentido para minha vida de forma completa…foi qdo a depressao se fez presente na minha vida e tudo ficou escuro…
    O meu auto conhecimento caiu por terra… Foi quando, por vontade divina, Deus colocou em meu caminho uma pessoa que de forma simples e humilde, me fez novamente buscar o auto conhecimento, mas, buscar nas escrituras o verdadeiro sentido da minha existência e pelo qual motivo hoje vivo, e sou feliz… Por isso que disse nascer de novo… Me desfiz do “velho homem” e nasci das águas puras …
    A anos desfruto desse amor incondicional e sou feliz e grata por isso.
    Minha busca espiritual continua e muitas dúvidas apareceram mas com a graça do dom espiritual venho as sanando ou não …
    Paulo, em resumo quero lhe dizer q a busca contínua por que ela nunca acabará seja ela como estou fazendo ou como está fazendo… Não desista da vida, ela é um dom que nos foi dado de graça. E, creio q a sua vem sendo usada e que dizia o apóstolo Paulo, que caia por terra a minha cegueira e que eu possa ser servo e líder espiritual, onde o Senhor desejar.., que faça sua vontade e não a minha.
    Beijo grande e aproveite essa jornada quem sabe te leve para um nascer de novo.., onde nada ou qualquer tristeza o deixará cair !??

    1. Olá, Telma! Maior do que a minha coragem, conforme você mencionou, é a coragem de cada um de vocês que muito gentilmente têm contribuído com palavras adicionais de incentivo e experiências pessoais de vida, para que este artigo possa realmente fazer algum sentido. Nem todos os temas vão permitir esta abertura de sentimentos, mas este me parece muito pertinente para os dias de hoje. Fico feliz que também não tenha desistido da sua jornada, e que hoje esteja amparada desse amor incondicional que me relatou. Que máximo! Você esta certíssima: é uma busca contínua, mas muito prazerosa, pois a cada dia há a consciência de um novo aprendizado, o que torna tudo isto muito motivador! Seu depoimento certamente também ajudará outras pessoas a não desistirem de si mesmas, e a acreditarem que por trás de todas estas dificuldades há sempre um propósito maior! Gratidão eterna pela sua atenção!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *