O Burnout Feminino

Você sabia que o Brasil é considerado o país mais ansioso e depressivo do mundo de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde)?

Agora parece que precisamos de uma nova pesquisa sobre estresse para saber nossa posição no mundo, pois a situação é preocupante, de acordo com a pesquisa Women in the Workplace 2021, feita pela McKinsey & Company e pela organização LeanIn. 

Os resultados dessa pesquisa mostram que 42% das mulheres sofrem com sintomas da síndrome de burnout, contra 35% dos homens.

Mas afinal, o que é Burnout?

O Burnout foi primeiro observado pelo psicanalista Herbert Freudenberger, em 1974, quase 50 anos atrás, e foi reconhecido como síndrome pela OMS em 2019 apenas.

Portanto, é uma síndrome, ou seja, um conjunto de sinais e sintomas, que resultam em estresse crônico que não é manejado naturalmente.

É caracterizado por 3 dimensões principais:

  • Sentimentos de exaustão ou falta de energia;
  • Distância mental do trabalho, ou sentimentos negativos ou cínicos em relação ao trabalho, e;
  • Diminuição da eficácia profissional.

Outros sintomas são: insegurança, insônia, sentimentos negativos, mudanças no apetite e nos hábitos diários, entre outros.

Esses sentimentos negativos já não são novidades para as mulheres, pois desde o início da Pandemia vemos no dia-a-dia o quanto estão saturadas, apáticas, cansadas. Geralmente a situação da mulher é de muita responsabilidade, tanto em casa quanto nas relações sociais.

>>> Saiba mais sobre a Saúde mental da mulher.

E também tem o trabalho, todas essas funções, papéis e atividades acumuladas geram estresse, que passa do limite do que é saudável e às vezes se torna insuportável, chegando então ao estado de Burnout.

Há uma certa contradição…

Após tantos anos de luta por direitos iguais, pelo direito de decidir o que fazer com o próprio corpo e de ter segurança em uma sociedade doente, as mulheres se vêem tendo que cumprir muitas funções diferentes.

Seja mãe, parceira, profissional, cuidadora de algum doente na família, ou todas elas combinadas com uma exigência social que exalta a perfeição.

Isso é ser mulher em 2022, mas não é à toa que temas relacionados à autoestima ou ao empoderamento feminino só aumentam, já que as mulheres estão mostrando quanta reforma precisamos no sistema social.

Vamos agora buscar resolver esse problema?

Será que eu estou em Burnout Feminino?

Para responder a essa questão, separamos algumas perguntas que podem clarear um pouco a visão.

Pergunte-se:

  • Você se tornou irritadiça no trabalho?
  • Você se arrasta até o trabalho ou tem dificuldade em iniciá-lo?
  • Você está impaciente com coisas que não costumava ficar?
  • Você sente que falta energia para realizar coisas?
  • Acha difícil se concentrar?
  • Você está utilizando comida, drogas ou álcool para se sentir melhor ou não sentir nada?
  • Seus hábitos de sono mudaram?
  • Você possui dores de cabeça ou outros problemas estomacais?

Você pode estar sofrendo da Síndrome de Burnout, e a nossa melhor recomendação é que você procure um terapeuta ou médico.

Isso em casos mais urgentes, mas em casos mais leves ou em dúvida, há outras formas de ajuda, como veremos abaixo:

O que eu posso fazer se estou com Burnout?

Para começar:

Avalie suas opções: você pode conversar com algum supervisor no seu trabalho para conversar sobre? Talvez diminuir a carga por um tempo ou achar uma solução alternativa?

Busque suporte: caso você tenha alguém que se sinta confortável em ser vulnerável, converse com essa pessoa. Suporte e colaboração podem ajudar muito. 

Tente encaixar atividades relaxantes durante o dia, algumas delas são: Yoga, Meditação ou Tai Chi e boas leituras, como esta.

Exercício físico pode ajudar a reduzir estresse e tirar a cabeça do trabalho.

Sono restaura o bem-estar e ajuda a proteger a saúde, logo, faça o possível para dormir bem, evitando aparelhos por 1 hora antes de dormir, luzes fortes ou substâncias como a cafeína ou certos chás.

Mas mantenha a mente aberta, não exija demais de você em um momento assim, talvez você só precise descansar.

Quer saber mais como você pode proteger sua mente de aflições como esta?Acompanhe nossas redes sociais:

@Institutobazzi

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Uma resposta

  1. I don’t know if it’s just me or if everybody else encountering problems with your website.
    It looks like some of the text in your posts
    are running off the screen. Can somebody else please
    comment and let me know if this is happening to them as well?
    This may be a issue with my internet browser because I’ve had this happen previously.
    Appreciate it

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − dez =

Descubra o melhor que há em você