Quando a física quântica, as neurosciências, a psicologia e a multidimensionalidade se encontram

neurosciências

A ciência moderna está engajada em projetos de pesquisa que buscam entender o grande segredo cósmico: a matéria escura. Uma grande parte do universo invisível, que não emite ou reflete luz, mas que dele se observa uma grande força gravitacional.

Talvez esse mistério especulado historicamente pelas religiões, possa ser agora objeto de estudo da física e da comunidade científica contemporânea. Grande parte do investimento em pesquisa na atualidade está sendo dedicado a esta matéria escura. Acredita-se que poderemos ter grande compreensão da nossa existência a partir deste conhecimento.

É muito fácil entender a dimensão e importância deste conhecimento, é só olhar para o céu a noite e ver o quanto de escuro existe para ser explorado e entendido!

Você já ouviu falar sobre: forças fundamentais da natureza? Física de Partículas? Multidimensionalidade? Física quântica? Teoria das Super Cordas, Teoria M e Teoria de Membranas?

Como seria estudar os fenômenos espirituais e/ou energéticos com a mesma objetividade que conhecemos hoje a matéria?

Que tal saber mais sobre estes assuntos e entender o que eles têm haver com saúde, espiritualidade, comportamento humano e qualidade de vida?

Multidimensionalidade é o termo utilizado para falar de muitas dimensões. Mas quantas são estas dimensões? Para a ciência, até 1905, acreditava-se que eram apenas três. Este foi o ano em que Einstein apontou a existência de uma quarta: relacionada ao tempo. Anos mais tarde, durante a década de 1920, a quinta dimensão foi sugerida pelos físicos Theodor Kalusa e Oskar Klein, baseados em estudos de Einstein. Atualmente, cientistas acreditam na existência de até 11 dimensões, sendo a maioria delas “ocultas”.

A ideia essencial da Teoria das Super Cordas é que o universo é composto por partículas na forma de cordas vibrantes. Tudo que existe, tanto no macro como no micro, é constituído por esta estrutura básica. As Neurociências também contribuem, por exemplo, procurando entender o funcionamento integrativo de estruturas que atuam na intimidade dos neurônios, os microtúbulos, que fazem conexão com a informação produzida pela vibração destas cordas.

Outra ideia intrigante que tem influenciado pesquisadores da Biologia, Física e Psicologia é a teoria de Rupert Sheldrake sobre os campos morfogenéticos, que busca explicar como os organismos se organizam dentro de um mesmo sistema. Outro tema fascinante são os Registros Akáshicos.

O link abaixo trás um vídeo interessantíssimo sobre esse caso:

 

A psicologia também tem se valido de muitos destes conhecimentos. Se partirmos do princípio que o que foi sempre repassado culturalmente como espiritualidade é energia. E informação é energia, portanto muitas técnicas terapêuticas têm se valido destes princípios com sucesso.  Inclusive, a partir de Freud, pois pulsão é energia, muitos estudos foram sendo realizados e desenvolveram outros estudos como, por exemplo, a teoria dos arquétipos de Jung.

Gostou no nosso post? Então deixe um comentário!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra o melhor que há em você