Entenda o que é a depressão e saiba identificar os sintomas

A depressão é mais comum do que parece: um a cada dez brasileiros sofre deste mal. Infelizmente, muitas pessoas não reconhecem os sintomas como transtorno mental, o que impossibilita que o problema seja tratado corretamente. Assim, há quem conviva boa parte da vida com o cansaço e o desânimo frequentes, sem saber o seu real significado e, consequentemente, não tratando o problema.

Esta é uma doença recorrente. Isso significa que pessoas que já apresentaram um estado depressivo em algum período da vida têm grandes chances de apresentá-lo novamente. A depressão não deve ser confundida com sentimentos de tristeza. Estes são, geralmente, desencadeados por uma causa específica e facilmente reconhecida. Além disso, é um sentimento temporário. Já a depressão pode aparecer sem motivo aparente e o sentimento de vazio demora a ir embora.

Sintomas da depressão

A depressão é um transtorno mental que afeta todas as áreas da vida do paciente. A doença é caracterizada por um estado de indiferença em relação aos acontecimentos diários. O sentimento pode ser tão profundo que facilmente prejudica o rendimento no trabalho e a relação com amigos e familiares.

Para diagnosticar a depressão, devem ser analisados os sintomas apresentados. Quando pelo menos cinco dos seguintes sinais são relatados, a pessoa pode estar em estado depressivo:

  • Dificuldade para dormir
  • Desânimo em relação à vida
  • Tristeza duradoura
  • Cansaço frequente
  • Ideias negativas
  • Baixa produtividade no trabalho ou nos estudos
  • Mudanças no apetite
  • Dificuldade de concentração
  • Alterações no humor
  • Desinteresse por atividades que antes proporcionavam prazer
  • Baixa autoestima
  • Irritabilidade

Nos casos de depressão, estes são sintomas que aparecem cotidianamente, ao longo de boa parte do dia, e que costumam durar mais de duas semanas. Podem ocorrer na fase adulta, na infância ou na terceira idade.

Possíveis causas

Este é um transtorno mental que não afeta apenas o cérebro, mas todo o organismo. Alguns fatores aumentam o risco de desenvolvimento da doença, como o consumo de drogas, o stress e o uso de determinados medicamentos, como as anfetaminas. Algumas pessoas podem apresentar uma predisposição genética para desenvolver a depressão. Este é um transtorno mais frequentemente apresentado por mulheres.

Como tratar a depressão

Como a depressão é uma doença que afeta todo o organismo, seu tratamento deve combinar medicamentos prescritos, alterações no cotidiano e técnicas de psicoterapia. Todo o processo deve ser acompanhado por profissionais especializados no assunto. Contar com o apoio da família e dos amigos é essencial no processo de cura da depressão. Tratar corretamente esta doença é fundamental para manter a saúde mental e a qualidade de vida.

Mudar a forma de ver os acontecimentos diários e afastar os pensamentos negativos são exemplos de atitudes que ajudam a combater a depressão. Para isso, é importante manter uma atitude positiva e treinar a habilidade de contornar obstáculos, sem se deixar abater por eles.

Sentimentos de tristeza, culpa e desânimo são normais no decorrer da vida. O problema é quando eles se manifestam frequentemente, afetam o cotidiano e demoram para desaparecer. Preste atenção nos sinais deste transtorno, a  depressão pode ser tratada e, quanto antes for diagnosticada, melhor.

Medicina comportamental no tratamento da doença

A medicina comportamental reúne uma série de técnicas e ferramentas utilizadas para proporcionar o bem-estar do paciente e equilibrar cabeça, mente, corpo e comportamento. Este equilíbrio é necessário para manter a qualidade de vida e afastar doenças que possam ter causas emocionais, como a depressão.

Técnicas de relaxamento, a hipnose e o coaching são exemplos de metodologias utilizadas com eficiência no tratamento desta doença. Os recursos utilizados durante estes tratamentos permitem identificar comportamentos e sentimentos negativos e revertê-los de forma duradoura. O coaching, por exemplo, oferece auxílio para que o cliente tome controle sobre sua própria existência e sobre suas emoções, para que elas não mais afetem negativamente as diferentes áreas da vida.

O autoconhecimento proporcionado pela medicina comportamental é um importante aliado no tratamento da depressão. Este conhecimento é o primeiro passo para o tratamento da doença, porque ajuda a identificar quais são os sentimentos, traumas e medos que podem estar ligados ao transtorno. Com base neste conhecimento, é possível direcionar as melhores práticas e tratamentos para tratar a depressão.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Conte para gente nos comentários.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra o melhor que há em você