9 atitudes que tomei para mudar de carreira!

Mudar de carreira é um período de transição que envolve muitos medos.

Temos uma tendência de associar nossas mudanças pessoais à palavra medo! Quando essa mudança envolve a carreira, remuneração e estabilidade, o grau de dificuldade parece ainda mais alto, e digo isto por experiência própria, pois senti isso na minha pele na época em que passei por esta minha transição. Desde adolescente sempre tive muita atração em conhecer e vivenciar outros países e culturas. A Área de Comércio Exterior foi a forma que encontrei para ir ao encontro desta minha vontade.

Adorava o “status” de trabalhar em bancos internacionais e com isso me motivei para desenvolver minha carreira. As duas últimas instituições estrangeiras em que atuei foram o Citibank e o Banco BNL (banco italiano). Como gerente de operações internacionais no BNL, o qual foi minha última etapa como profissional desta área. Nele era responsável pelas cotações e captações de linhas de crédito que lastreavam todas as operações internacionais do banco.

Apesar da estabilidade financeira, do “status” do cargo e de todos os benefícios que compunham a minha remuneração, lembro-me claramente que em um certo momento a insatisfação profissional tomou conta de mim. Isso devido a estar atuando por anos na mesma área, o que me fez sentir uma enorme necessidade de buscar novos desafios, apesar de todo o medo que esta mudança iria implicar na minha vida.

Gosto muito do Jota Quest! Eles gravaram uma música chamada O Sol. Com uma letra muito simples, a música mostra que é possível ser mais forte que a dor e o MEDO, e que estes sentimentos não levam a pessoa a lugar algum! Ouça, e depois me conte algo a respeito!

Recomendações para quem pensa em mudar de carreira

Gostaria de aproveitar esta passagem da minha vida para sugerir algumas recomendações caso esteja passando por um momento parecido em sua vida:

1. Avaliação pessoal

mudar de carreira
Reflita cautelosamente quais são as suas verdadeiras motivações e as razões que justificam a sua intenção em investir nesta mudança! Pondere se a sua insatisfação não é algo muito pontual, como as condições da sua empresa, a insatisfação com a chefia ou colegas do trabalho, a remuneração etc. Estas razões não necessariamente requerem uma mudança radical de área, e sim apenas de local de trabalho, por exemplo.Essa decisão deve ser tomada caso envolva algo realmente mais profundo em você, como uma insatisfação interior e pessoal pela falta de motivação ou desafio na área atual, ou caso nunca tenha tido afinidade pela área que atua, ou ainda se busca encontrar seu verdadeiro propósito de vida. Enfim, a razão para a sua grande mudança deve ser profunda e que vá afetar todos os setores da sua vida. Tenha muita clareza do que motiva a sua decisão, pois é ela que fortalecerá o seu empenho em relação aos próximos passos.

2. Planejamento financeiro
Mudar de carreira
É importante que você faça um planejamento e tenha uma reserva financeira para enfrentar este período de transição com mais tranquilidade. Minha reserva financeira partiu de investimentos que eu já possuía e da indenização que recebi ao me desligar da última empresa.

3. Avaliação do mercado que planeja atuar
Mudar de carreira
Óbvio que você deve focar em algo que goste de fazer, mas não basta apenas ter a coragem de encarar a mudança. Você deve agir com sabedoria, e não apenas com impulso e emoção! Caso pretenda continuar como empregado, deve analisar o mercado de oferta de trabalho para esta nova área. Se o objetivo é tornar-se um empreendedor e trabalhar como autônomo oferecendo produtos ou serviços, deve fazer um planejamento ainda mais detalhado.

4. Procure profissionais que já atuam na área que planeja migrar
Mudar de carreira
Ouça atentamente as experiências de pessoas que já atuam na área que deseja prosseguir. Se possível, conte com elas para sanar eventuais dúvidas ou objeções que possam estar pairando pela sua cabeça. Eu particularmente procurei vários profissionais que atuavam na BMF & BOVESPA. Estes contatos me permitiram conhecer a rotina deles, me ajudaram a sanar dúvidas técnicas da área e da profissão, tomar conhecimento do capital necessário para ingressar na área como autônomo, requisitos para me tornar cliente de uma corretora e ter acesso as negociações na Bolsa de Valores. Enfim, consegui avaliar com mais precisão as oportunidades e chances de crescimento pertinentes à área.

Dependendo do seu segmento e objetivos, talvez seja interessante pedir ajuda ao Sebrae caso queira abrir um pequeno negócio. Se a sua intenção é seguir no mercado de trabalho como empregado, talvez seja bastante pertinente contratar um mentor ou profissional de RH especializado em recolocações..

5. Avalie sua rede de contatos

É muito provável que sua rede atual de contatos seja inadequada ou insuficiente para este novo desafio. Eu tinha apenas três amigos na área, mas aos poucos fui estabelecendo novas amizades enquanto fazia os cursos de formação de operador de Bolsa de Valores. Também fui conhecendo alguns profissionais atuantes da área à medida que fazia minhas investigações.

6. Invista em conhecimento
Mudar de carreira
Se sua nova área necessita de uma formação mais acadêmica, fazer uma pós-graduação ou MBA serão passos muito relevantes. Em outras situações, cursos técnicos relacionados à área são imprescindíveis. Lembre-se: você precisa estar preparado, não basta apenas boa-fé, boa vontade e boa intenção! Eu comecei a fazer meus cursos técnicos relacionados à área um ano antes da minha transição, quando ainda estava trabalhando no banco.

7. Determinação
Mudar de carreira
Não se desmotive ao não encontrar o apoio da família e amigos. Na maioria das vezes isso não ocorre por maldade. Fazem isso porque na visão deles querem o seu bem, querem preservar sua estabilidade, e não querem que você corra riscos. Quando passei pelo meu divórcio, a mudança de carreira estava incluída dentro dos meus projetos de mudança pessoal. Meu pai não via esta mudança com bons olhos, mesmo assim não me desviei do objeto. Mantive-me determinado!

8. Cuidar da saúde

Organize-se para manter um plano de saúde. Você pode levar um bom tempo até reconquistar sua estabilidade financeira. Ainda que esteja buscando um objetivo, um sonho, tudo isto demandará muita energia física, mental e emocional. Portanto, cuidar da saúde será importantíssimo. Como autônomo, inicialmente não me preocupei com este fato por autoconfiança em relação à minha saúde e também para cortar custos na fase inicial. Ao reconhecer minha falta de visão e falta de prevenção a este respeito, imediatamente contratei um plano de saúde.

9. Perseverança
Mudar de carreira
Se estiver absolutamente seguro da sua decisão, se planejar corretamente seus passos e cuidar da sua saúde, sua maior bandeira deve ser a da PERSEVERANÇA. Certamente surgirão situações imprevistas, por melhor que tenha sido feito todo o seu planejamento! No meu caso quebrei financeiramente na Bolsa de Valores depois de 2 anos, mas não vou falar sobre isto agora, pois reservei este tema para o nosso próximo encontro.

Neste momento o quero dizer para você, que é importante adotar uma postura de PERSEVERANÇA. Foi a perseverança que me manteve alinhado ao meu objetivo de mudança de carreira, e me ajudou a dar a volta por cima da falência, e estar na Bolsa de Valores até hoje.

E se, apesar de tudo que li até agora, ainda estou com medo

Mudar de carreira

Pode ser que depois de refletir sobre as atitudes que ponderei, você ainda pense:

“Puxa, parece uma decisão fácil, mas é muito difícil pra mim!”, “Sou casado, meu dinheiro é contado, tenho muitas responsabilidades, e não posso assumir este risco!, “Tenho medo de não dar certo!”, dentre outros milhares de possíveis pensamentos.

Eu diria pra você o seguinte:

Calma! Não sofra tanto assim! Não seja duro e exigente com você mesmo! Só o fato de perceber a necessidade de uma mudança, seja ela qual for, já é um grande passo. Mapeie seus medos, converse com pessoas mais experientes, busque ajuda se precisar, leia livros e artigos à este respeito, mas não abandone ou enterre os seus sonhos e as suas vontades, por conta de medo e insegurança! Você não tem um prazo determinado para tomar esta decisão, é claro, mas tente estabelecer algum prazo para criar uma espécie de comprometimento com você mesmo, me entende?

Compreenda que qualquer transformação pessoal, e neste caso estamos falando de MUDANÇA PROFISSIONAL, sempre depende das nossas ATITUDES! Portanto, ACREDITE EM VOCÊ, porque eu ACREDITO em você, ou não estaria comigo até este instante!

Para finalizar este texto reservei um vídeo possa aguçar ainda mais as suas reflexões!

Já passou por esta experiência ou algo parecido na sua vida? Tem a vontade de mudar de carreira, mas ainda não conseguiu dominar os seus medos? Gostaria de comentar alguma história a este respeito?
Seus comentários serão muito importantes para enriquecer ainda mais esta nossa troca de experiências!

Se achar que este tema pode contribuir com algum dos seus amigos, compartilhe!!

Gratidão eterna pela sua atenção, e até o nosso próximo encontro!

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Descubra o melhor que há em você